Abundância relativa de mamíferos de médio e grande porte na região do Parque Nacional das Emas-GO

Thomas Pereira Giozza, Anah Tereza de Almeida Jácomo, Leandro Silveira, Natália Mundim Tôrres

Resumo


Com o avanço do crescimento populacional humano, observa-se o aumento das áreas de produção agrícola. Esse aumento acarreta na fragmentação da paisagem e na redução do habitat para os animais silvestres. O objetivo deste trabalho foi verificar quais espécies de mamíferos ocorrem na região do Parque Nacional das Emas (PNE). Os dados foram coletados por meio de armadilha fotográficas (AF), as quais são ativadas por um sensor de movimento e calor quando algum animal passa em frente à câmera, registrando a espécie, data e hora do registro. O levantamento de mamíferos da região do PNE foi realizado em 10 amostragens entre os anos de 2001 e 2012. Os valores das abundâncias relativas são a razão entre o número de registros de cada espécie e o total de horas de funcionamento das câmeras. Os resultados mostram que 33 espécies ocorrem na região e pode-se concluir que o Parque Nacional das Emas apresenta papel fundamental na conservação de mamíferos ameaçados de extinção na região; os fragmentos de vegetação nativa, representados pelas Reservas Legais e Áreas de Preservação Permanente das propriedades rurais exigidos no Código Florestal Brasileiro, são importantes para as espécies estudadas e os impactos negativos presentes nas áreas de produção agrícola no entorno podem ser reduzidos com o manejo apropriado, principalmente com o cumprimento das exigências do novo código florestal de maneira a proporcionar maior qualidade da área de produção agrícola.

Texto completo:

PDF