A ictiofauna em planícies de maré das Baías das Laranjeiras e de Paranaguá, Paraná, Brasil

Marcelo Grumach Falcão, Valérie Sarpédonti, Henry Louis Spach, Marcelo Eduardo Barril Otero, Guilherme Mac Laren Nogueira de Queiroz, Cesar Santos

Resumo


A ictiofauna de bacias de maré das Baías de Paranaguá e Laranjeiras foi amostrada de Agosto de 2003 a Junho de 2004. Um total de 11992 peixes pertencentes a 45 taxa e 22 famílias, principalmente formas juvenis, foi capturado na área, 47% na Baía de Laranjeiras e 53% na Baía de Paranaguá. Não foi verificada tendência sazonal no número de indivíduos. Uma tendência sazonal foi observada no número de espécies e para o índice de diversidade com as maiores médias para a estação chuvosa. Registrou-se
um gradiente positivo em termos de abundância e diversidade de espécies entre as áreas interna e externa da Baía de Laranjeiras. Não foram observadas diferenças no padrão espacial pelo índice de Shannon-Wiener. Menores números de peixes também estiveram presentes no interior das bacias de maré da Baía de Paranaguá, não sendo o mesmo observado para o número de espécies e para o índice de Shannon-Wiener. A análise MDS demonstrou diferença significativa para os meses e áreas entre as Baías de Paranaguá e Laranjeiras.

Texto completo:

PDF